sábado, 1 de dezembro de 2018

Carência

Certo dia eu estava ouvindo uma música intitulada: “Fico assim você”. Dentre os diversos versos, a canção enfatiza que “eu não existo sem você”. Parei para refletir a respeito disso e percebi que, no fundo, todos nós temos uma certa carência. Seja de estar perto dos pais, dos filhos, da família, de algum amigo especial ou de uma pessoa especial. Viver sozinho é difícil e não termos alguém para compartilhar os bons momentos nos faz parecer que eles não são tão bons assim e o contrário também é válido, nos faz parecer que os maus momentos são piores do que imaginamos. Isso pode nos levar a uma tristeza muito grande e em alguns casos, até mesmo a uma depressão. E não digo isso pois acredito que possa ser verdade.
Afirmo isso pois já passei por essa situação. Em um certo momento da minha vida com medo de não ser aceito, com medo de não ser bom o suficiente, com medo de ficar sozinho tomei uma das piores decisões da minha vida, eu fugi. Fui morar a 500km de distância da minha família e decidi que iria começar uma nova vida, sem conhecer a cidade, sem conhecer as pessoas, sem nenhum propósito bem definido, eu apenas fugi. Nos primeiros seis meses a sensação de liberdade, de independência e o poder de total autonomia nas minhas decisões foi incrível. Ninguém me conhecia, ninguém me aconselhava, ninguém guiava meus caminhos e eu me sentia um pássaro fora do ninho voando longe.
O tempo foi passando e eu comecei a perceber que eu não tinha vínculo nenhum com ninguém daquela cidade, eu estava livre mas estava sozinho. Minhas novas amizades eram superficiais e não havia uma pessoa em que eu pudesse partilhar todas minhas angústias. Um ano depois desse fuga me retraí completamente, não vi mais propósito para viver. Tentei me conectar mais profundamente com as pessoas e foi tudo em vão, mesmo num mundo conectado, com a internet e muitas formas de comunicação, quem eu queria mesmo que se comunicasse comigo, não comunicava. Diante dessa situação de carência reprimida, eu me tranquei no meu quarto e desisti de viver. Quando algum familiar me telefonava eu dizia que estava tudo bem pois não queria preocupar ninguém. Entrei em um processo de depressão que foi só piorando com o passar do tempo, não tinha forças para sair da cama, só levantava para usar o banheiro ou quando a fome atingia um patamar muito algo. A solidão era meu pior castigo, eu queria um ombro amigo, queria um abraço, um conforto e tudo que eu tinha eram minhas lágrimas sobre meu travesseiro. Um ano e meio após ter abandonado minha família, o filho pródigo retornou, os danos colaterais tinham sido muito profundos em minha saúde emocional e mesmo de volta em casa não consegui me reestabelecer. Precisei de ajuda psicológica, psiquiátrica e de até mesmo uma internação em uma clínica para transtornos mentais.
O que eu eu consegui tirar de positivo de toda essa situação é que ninguém vive sozinho e que a menos que você tenha um espírito livre e desprendido de conexões emocionais, dificilmente seremos completos. É inútil ignorar o fato que a vida é muito melhor quando temos um amigo do lado. Somos carentes por natureza e também é natural do ser humano se identificar e criar laços com outro seres humanos, senão com a família, talvez com amigos e até mesmo com um parceiro. Se você se sente sozinho, carente e triste por não ter a atenção daquela pessoa que você desejava, meu conselho é não fuja, não desista e dê-se a chance de conhecer pessoas novas. Nunca sabemos o que a vida reserva para nós, isso só o tempo dirá mas uma coisa é certa, os melhores momentos de nossas vidas acontecem enquanto estamos em busca de algo. Então nunca deixe de procurar, não se deixe abater, não se feche para o mundo. Permita-se viver, permita-se ser feliz!

domingo, 11 de novembro de 2018

Solidão


Para muitos, a solidão tem um significado meramente físico, em outra palavras, só estão sozinhos aqueles que ou desertaram suas casas, suas famílias, ou aqueles que se tornaram órfãos ou foram abandonados. Entretanto, ao meu ponto de vista, tem um significado muito mais amplo. Estar rodeado de pessoas não garante a ausência desse sentimento, assim como estar em um lugar ermo não significa que estamos só.
Estar só significa estar só em um plano espiritual, em um plano sentimental, em algo muito superior que o plano físico. Existem muitas famílias que estão sempre sorridentes nas redes sociais, que sempre se apresentam como uma família unida, feliz e realizada. Entretanto, há sempre discórdia entre os membros, há uma desconexão entre pais e filhos e até mesmo há mais tristeza do que alegria.
E curiosamente, há pessoas que estão, no plano físico, sozinhas, e estas, por sua vez geralmente, não têm necessidade de mostrar as outros que são felizes pois a sociedade já os julga por não estarem fisicamente com família e parentes. E, mesmo assim, estando fisicamente sozinhas, elas são cheias de vida, sempre em contato com o plano espiritual, seja ele qual for, e essas pessoas são realmente felizes.
Muitos podem afirmar que existem famílias grandes e reunidas e felizes e que há pessoas sozinhas tristes. Sim, é impossível generalizar todos os casos existentes no mundo. O fato é que estar triste, se sentir sozinho é uma questão de falta de força de vontade. Irei expor minha vida pessoal para exemplificar. Nasci e fui criado no interior de Minas Gerais em uma pequena fazenda da região. Meu pai suava diariamente para manter as contas da família e eu mal o via, minha mãe se dedicou os primeiros anos de minha vida só a mim e acabamos criando um vínculo muito forte, até ouso dizer um vínculo de dependência.
Criado isolado do mundo com pouco contato com mundo real, acabei sendo criado numa bolha de amor, compreensão, respeito, lealdade e felicidade. O mundo perfeito! Faz quase dez anos não moro mais nessa fazenda, mas sempre que posso volto lá para recordar a melhor parte da minha vida. Quando eu vivia lá, pois mais que eu não tivesse contato com um mundo externo, eu nunca me senti sozinho. Na verdade quando eu me senti mais sozinho foi quando mudei de lá. Meus pais querendo o melhor para o meu futuro, sugeriram que eu entrasse em um curso de técnico de eletrônica para que eu fosse melhor qualificado no mercado de trabalho. Foi então que aceitei a sugestão e aos meus 13 ou 14 anos de idade mudei para uma cidade bem maior e a 150 quilômetros de casa. 
Lá estava eu, ansioso pela nova experiência. Morando numa pensão onde poderia ter feito vários amigos, almoçando em locais com grande público e estudando numa escola que me dava várias opções de aprendizado e entretenimento. Estava rodeado de pessoas 24 horas por dia e eu nunca fiquei um dia sem chorar. Não conseguia fazer vínculo de amizade com ninguém pois eu não sabia como agir, não conseguia me divertir pois naquela época não tinham muitas opções de entretenimento para uma única pessoa. 
Resumindo, minha experiência durou apenas 6 meses, quando voltei para minha cidade, meus pais estavam separados, tinha um irmão mais novo, fui morar com minha avó e minha mãe mudou de cidade pois tinha passado em um concurso público federal. Minha bolha havia se desfeito e meu mundo perfeito havia acabado, a solidão novamente havia se instaurado em meu coração, tomei muitas decisões erradas tentando não me sentir daquele jeito, caí algumas vezes, mas resolvi pedir para minha avó ser meu alicerce e ela me ajudou em cada momento difícil e se eu sou quem em sou hoje em grande parte é graças a ela e a muitas outras pessoas também, eu confiei e deixei a vida fazer o seu papel e hoje afirmo que minha tristeza dura pouco, pois quando tudo começa a desmoronar, eu lembro de minha avó, dos conselhos, da história de vida dela, enxugo as lágrimas e sigo em frente!

terça-feira, 6 de novembro de 2018

Reconhecimento e aprovação

Confesso que esse título não é de minha autoria, mas todo o texto será. Certo dia, ao perceber que não estava feliz com minha situação, tentei entender o que eu realmente queria. No primeiro momento achei que queria minha independência, num segundo momento achei que queria realizar meus sonhos e até cheguei a pensar que eu só queria mesmo era dinheiro para pagar minhas contas. No entanto vi o quão superficial eram meus desejos, o qual leviana eram minhas intenções. Em outras palavras, eu sabia quais eram meus desejos, mas não sabia como realizá-los e alguns eu nem sabia o porquê, o verdadeiro porquê, de eu querer realizá-los. Eu queria independência, mas para quê agora? Se posso formar e conseguir um emprego. Queria realizar meus sonhos, mas e depois que conseguisse, o que eu faria? Queria dinheiro para pagar as contas, mas e quando vierem as próximas contas? Então um mar de dúvidas surgiu sobre mim.
Foi aí que encontrei essa frase que está no título deste texto. Ela pertence a Mary Kay Ash, fundadora do grupo Mary Kay Cosméticos. Ela dizia que têm duas coisas que as pessoas querem mais que suas vontades triviais, e essas duas coisas são: Reconhecimento e aprovação. Infelizmente não posso afirmar com certeza que esses são os verdadeiros desejos de todos, mas eu posso afirmar que estes são uns dos meus desejos. Eu quero ter independência para trabalhar onde eu quiser, estudar o que eu quiser e morar onde eu desejar, mas se eu não tiver aprovação das pessoas que eu mais amo na vida, isso será em vão para mim. Serei independente e infeliz. Quero realizar meus sonhos, fazer deles minha fonte de renda e consequentemente ser feliz realizando meus sonhos e estar aliviado por pagar minhas contas. mas sei que não conseguirei nada disso se as pessoas não acreditarem em mim, se eu não tiver reconhecimento; Realizarei meus sonhos e mais uma vez serei infeliz pois eles não levaram a lugar nenhum.
Depois do mar de dúvidas e dessas análises resolvi pesquisar mais sobre a trajetória de sucesso de Mary Kay. Descobri que a empresa foi fundada quando Mary tinha 45 anos e nos anos 1960, tempo em que era difícil uma mulher ter chances no mundo do empreendedorismo. Ela foi, sem dúvidas, uma revolucionária. Primeiramente casou-se aos 17 anos, teve três filhos, o marido era militar e serviu durante a guerra  ela sozinha teve de cuidar dos filhos. Depois encontrou um emprego para auxiliar na renda, treinou pessoal e um dos rapazes que ela treinou conseguiu uma promoção e ela continuava na mesma posição. Após experiências de como o mundo foi difícil para ela, resolveu escrever um livro ajudando a outras mulheres e esse livro acabou se tornando um plano de negócios para a abertura de sua empresa e assim ela o fez.
O meu ponto é o seguinte: Se tem alguém que não teve reconhecimento a carreira inteira foi Mary Kay, mas nem por isso ela se abateu, uma mulher deixar de ser mãe integral nos anos 60, para abrir a própria empresa com certeza não teve aprovação de muitos. Mas ela nunca desistiu, a cada adversidade que a vida apresentava, ela erguia a cabeça e seguia em frente. Acredito que não tenha sido uma tarefa fácil para ela e não é uma tarefa fácil para nós também, pois a vida apresenta mas não do que sim. Mas acreditando naquilo que queremos e sempre respeitando o espaço de cada um, todos nós podemos ter reconhecimento e aprovação. 

terça-feira, 23 de outubro de 2018

Realidade contra sonho

Por mais estranho que esse título possa parecer a principio, ele deixa no mínimo uma dúvida pairando no ar. No momento em que escrevo esse texto, tenho vinte e dois anos, cerca de trinta e nove currículos em minha área de trabalho e diversas entrevistas que não deram certo. Meu currículo é, na maioria das vezes, interessante para a vaga, mas na entrevistas parece que nunca sou bom o suficiente. Depois de repensar muito a respeito, cheguei a seguinte a dúvida: "O que eu realmente quero?".
Depois dessa reflexão fui analisar o meio social que faço parte para tentar entender o que eles realmente queriam e o porquê deles almejarem tanto um emprego. As respostas se resumiam nos seguintes grupos: Alguns necessitam do dinheiro, pois são mantenedores da família e precisam de dinheiro para pagar as contas; Outros querem aplicar os conhecimentos aprendidos em seus respectivos cursos de faculdade e consequentemente agregar conhecimento atrelado a um salário e também há aqueles que somente querem sua independência financeira.
Todos são motivos válidos e a única correlação entre todos eles a seguinte: receber dinheiro. Mas daí surgiu minha dúvida: "É preciso ter um emprego para ganhar dinheiro?". Muitos podem pensar se você vêm de uma família rica, ou de uma família que tem um empreendimento, talvez você não precise de um emprego, ou porque será sustentado ou porque no futuro será dono da empresa familiar.
Entretanto, a grande parte da população não dispõe dessas  situações e eles têm de seguir pelo caminho tradicional: estudar com empenho para conseguir um bom emprego no futuro. Mas por quê não estudar para empregar pessoas? Ou melhor porque não estudar pelo seu sonho? Eu criei esse blog em meados de 2011 e o fui abandonando com o tempo pois eu estava estudando para conseguir um emprego e não para realizar meus sonhos.
Com o passar do tempo, eu fui forçado a acreditar que escrever não era uma profissão rentável e ainda mais escrever online onde competimos com os vídeos que são, a primeira vista, muito mais atraentes. A princípio, gostaria de cursar psicologia para poder me aprofundar mais no maravilhoso mundo de autoajuda e realmente ser mais capacitado para ajudar pessoas, esse era o meu sonho. Mas as portas foram fechadas no momento em que ouvi a seguinte frase: "Isso não vai te sustentar e eu não o aconselho a seguir nessa área"
Confesso que não fui um dos melhores alunos da turma e minhas notas não eram suficientes para cursar Psicologia em uma faculdade pública. Vi-me diante da seguinte situação: Dezesseis anos de idade, sem emprego, sem dinheiro e sem apoio para cursar psicologia em uma faculdade particular. Eu poderia ter arriscado, continuado com meu blog, tentado um vestibular no ano seguinte, mas eu decidi seguir pelo caminho tradicional: Entrei para um curso na faculdade o qual eu não conhecia muito bem, me decepcionei com minha graduação e tentei mudar para algo que me despertasse uma paixão.
Troquei de faculdade, troquei de curso, acabei me apaixonando pelo curso de engenharia de produção e trabalhar nessa área acabou sendo meu segundo sonho. Aos meus olhos assim como a psicologia ajuda as pessoas, a engenharia de produção ajuda empresas. Ainda não consegui trabalhar na área, já fiz três entrevistas de estágio para poder iniciar meus trabalhos nas empresas, mas por enquanto ainda não concretizei meu segundo sonho.
Nesse meio tempo, eu pensei: "E se eu voltar a escrever?". Concordo que há muitas atividades dentro da faculdade que acabam me deixando sem tempo, mas eu novamente pensei: "Eu amo escrever, o que eu tenho a perder?". E cá estou, sem ter a mínima noção se vai dar certo ou noção, a única certeza que tenho é que estou realizando um sonho e jamais estive tão feliz como eu estou agora. Então, deixo vocês com a reflexão: "Você quer um emprego ou realizar seus sonhos?".

sábado, 1 de fevereiro de 2014

A virtude das conquistas

Já ouviram a célebre frase: "Tudo que vem fácil, vai fácil!"? Ela se aplica muito bem no contexto que abordarei nesse texto. O ser humano é movido a desafios, nós precisamos conquistar (algo) para nos sentirmos bem. E eu escrevi "conquistar", não "ganhar"! Precisamos sonhar com o impossível e acreditar nele. Nossos sonhos não podem ser limitados, eles precisam se renovar sempre. Talvez persistência seja a palavra que melhor resuma esse parágrafo. Precisamos nos reinventar, sonhar e ousar mais!
Nossa vida não pode ser resumida em cinco ou seis linhas, ela precisa render, no mínimo, um livro! Muitos podem achar que "time que está ganhando não se mexe" mas se você não se sente livre, realizado, como se fosse a "última bolacha do pacote", seu time não está ganhando. Está empatado há um bom tempo, por mais que isso seja comum, você não merece uma vida comum, você é especial, merece a melhor. 
Surpreenda a si mesmo, aprenda uma receita nova ou comece aprendendo a cozinhar. Faça novas amizades, respire novos ares, dedique seu precioso tempo para fazer o que você realmente ama fazer. Não viva uma mentira, esqueça as crenças, as críticas, a razão, ouça o seu coração, a sua intuição. Assuma seus erros, peça perdão e se renove. Não importe com os pensamentos alheios, apenas faça o que te satisfaz. 
Talvez você pense que na realidade não é tão simples como tento demonstrar, mas garanto-lhe que
mesmo que a tarefa de conquistar seus próprios desejos seja árdua, a recompensa é incontestável. Evidentemente que não somos perfeitos, cometemos erros e nossas expectativas podem ser frustadas, neste caso, nossos sonhos podem ser reinventados, mas nunca podem morrer. Viver sem sonhos é triste! Viver esperando um final feliz, sem saber ao certo o final e nem como consegui-lo, só nos deplora mais. Sonhe, mantenha sua personalidade e poderá ter o que quiser. 
Conquiste sorrisos, oportunidades, conquiste sua vida! Não perca mais tempo, você já sabe o que fazer. Vá ao encontro daquilo que te faça sentir único, especial e insubstituível! Viva, aproveite, pois todos temos um fim e infelizmente a vida é mais breve do que se parece. Não perca seu precioso tempo com a rotina, conquiste seus sonhos e seja feliz! A vida é feita de escolhas e largar esse computador e ir atrás dos seus sonhos, acredito ser a melhor no momento!

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Minha vida, meus princípios

Em meu pouco tempo de vida, percebi que algumas pessoas, bem mais velhas do que eu, não realizaram nenhum grande sonho. Na verdade, a vida delas parece ser horrível. O salário é baixo. O chefe, sempre chato. A casa, velha... Enfim, tudo parece ser o pior possível. Não entendia qual era a motivação de vida dessas pessoas. Até que encontrei uma resposta. Eles aprenderam que para ser feliz, eles precisavam levar uma vida comum, e seus sonhos eram para ser realizados somente enquanto dormiam. 
Não parece ser muito atraente, viver em função dos desejos dos outros, sem perspectiva de vida, sem investir no que lhe faz feliz de verdade, pelo menos, não para mim. Eu vejo a vida com os olhos do meu coração, acredito que ser feliz é poder dizer adeus ao chefe chato e ir atrás do seu emprego dos sonhos. É enfrentar todos seus medos e receios e correr para entregar um buquê de flores àquela pessoa dos seus sonhos. É ter cara de pau e dizer àqueles que querem mandar em você: "Nada me importa seus pensamentos! Eu vivo minha vida, segundo os meus princípios!".
Obviamente, existem certas situações que não podemos agir dessa forma, caso você tenha uma família e só tenha aquela fonte de renda, ou se as pessoas que querem ditar as regras forem seus pais. Mas, em relação ao primeiro caso, você pode ir procurando outro emprego que realmente valorize seus dons. Já em relação ao segundo, seus pais provavelmente já viveram o suficiente para encaminhar-lhe, mas você também tem aprender caminhar com seus próprios pés, então sempre que puder, arrisque-se e seja feliz!
Viva do seu jeito, corra atrás dos seus objetivos, e trace as suas metas! Em algum momento da nossa vida, nos questionaremos sobre o porquê das nossas escolhas, e viva de uma forma que sua resposta seja: "Eu escolhi porque é o que me faz feliz!". Lembre-se que sempre haverá alguém contra suas escolhas, mas você só precisa agradar a si mesmo, parafraseando Kid Abelha: "Os outros são outros e só".
Meus caros, não temos que viver a mercê das opiniões alheias! Não existe situação mais frustante que ao fazer um retrospectiva da sua vida, você perceber que sua vida foi inútil! Use o tempo que tiver livre e o dedique a fazer o que você gosta! Muitos  darão-lhe vários conselhos, mas só escute os daqueles que você julga importante em sua vida, afinal você conhece melhor do que ninguém suas seus desejos e sonhos, e só você poderá realizá-los, da mesma forma que suas ansiedades e seus medos, só você poderá enfrentar.
Sua vida é única, então aproveite-a e faça o que lhe faz feliz! Siga primordialmente sua linha de pensamento, seu coração e nunca se deixe abalar por nenhuma situação. Sendo verdadeiro, você consegue o que quiser. Não seja apenas mais um nesse mundo. Seja você mesmo. Mostre a todos que você é capaz e que seus pensamentos e princípios, são os regentes da sua vida!

quinta-feira, 21 de março de 2013

O pequeno caderno

No início era só mais um dentre os outros milhões de cadernos. De fato era um belo caderno, todo em branco, e na capa continha um nome, mas não consigo recordar-me qual era. Passado alguns anos, passeando por uma praça, por um acaso, ao sentar-me para descansar, reconheci aquele belo caderno de uns anos atrás. Ele estava ali ao meu lado, no mesmo banco, agora, com bastante páginas escritas e outras em branco. Haviam várias histórias, a maioria muito comuns, parecia muito com um diário, até que ao folhear o pequeno caderno, notei que em uma página, as letras estavam escritas em maiúsculas e negritadas, dando um destaque excepcional a história daquela página. Logo, percebi que não era só uma página, mas dezenas ou até mesmo centenas. Eram momentos lindos, que creio eu, alguém tinha vivido. No entanto fiquei encabulado ao perceber que dentre essas páginas destacadas, haviam algumas histórias diferentes. Histórias que eu não me orgulharia. Nunca as escreveria, muito menos destacaria...

Mas em nossa vida é assim, infelizmente, não são só os momentos bons que ficam guardados, os ruins sempre ficam em algum lugar de nossa mente. Metaforizando com o pequeno caderno, sempre ao nascermos, ganhamos um lindo caderno, todo em branco, como nosso nome na capa, e nele são armazenadas todas nossas experiências, desde a mais fútil até as mais emocionantes.
E no decorrer da vida, existem momentos nos quais ficamos emocionalmente abalados e, às vezes, até fisicamente, existem momentos em que somos enganados, humilhados, momentos em que sofremos muito por algo. E dificilmente os esquecemos, eles ficam lá, destacados em nosso caderno, escritos em maiúsculas,  da mesma forma que as belas histórias.
Muitas vezes tentamos apagar essas terríveis histórias e como não conseguimos, simplesmente fingimos que elas não existiram. Mas, não é fácil mantê-las ocultas a todo momento, sempre há alguém que tenta nos fazer lembrar daquela página do caderno, sempre alguém que questiona o porque daquilo estar escrito no belo caderno. E também há aqueles que nos querem fazer escrever histórias muito piores!
Muitas vezes podemos ficar com receio de errar novamente, de ter mais destaque inadequado no pequeno caderno, mas não podemos ficar eternamente "escondidos" da vida. A vida é curta demais, é pequena. Temos que errar e aprender, temos de ser alunos e professores ao mesmo tempo. Não é porque falhamos que desistiremos. Temos que ser forte para superar o passado.
Por mais difícil que seja ser forte, temos que conseguir, independentemente de como. Não podemos fraquejar diante do mal, e se não conseguirmos sozinhos, sempre há alguém que pode nos ajudar, temos que encontrar forças, em Deus, nos amigos, em uma entidade, em uma pessoa, em um profissional, em um amor verdadeiro, na família ou seja lá em que for. 
Nosso pequeno caderno ainda tem páginas em branco, vamos deixá-lo com belas histórias daqui para frente. Sem medo de errar, acreditando no impossível e vivendo a vida como tem que ser vivida. Vamos escrever belas histórias e aprender com as ruins. Como diria Chaplin: "Lute com determinação, abrace a vida com paixão, perca com classe e vença com ousadia, porque o mundo pertence a quem se atreve e a vida é muito para ser insignificante". Temos que conseguir ser felizes daqui para frente, digo e repito: Não Desista, você tem um lindo caderno em suas mãos, deixe-o mais belo ainda! Acredite, você pode!

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Recomeçar

Pude perceber ao longo de minha curta vida que poucas pessoas, diante das batalhas e os fracassos, ainda persistem em cumprir seus objetivos. Não pretendo julgar as que desistem, pois muitas vezes os ideais ridículos de nossa sociedade acabam  pressionando-as a fazerem o que não querem.

Muitas vezes nossos sonhos não envolvem somente nossa vida, eles podem interferir na vida de outras pessoas, o que torna a nossa jornada para conquistá-los muito mais complexa.

Temos que ser cautelosos com nossos passos e ter em mente que nem sempre chegaremos a nossas metas do jeito que gostaríamos, mas como o gênio Einstein dizia: "Mesmo desacreditado e ignorado por todos, não posso desistir, pois para mim, vencer é nunca desistir." Muitos desistem diante das "peças" não muito agradáveis que a vida nos prega, mas mesmo assim, temos de seguir em frente sem olhar para trás.


Concordo que certas vezes podemos nos sentir frágeis, culpados, emas o importante é que nos arrependamos. Aliás, errar é humano, mas, parafraseando Platão, também é humano perdoar, não podemos nos reprimir e angustiar com estes erros, mas sim pedir perdão e jamais refazê-los.

A lágrima não modificará o que já ocorreu, mas esquecer o passado e recomeçar mudará tudo. Como diria, Augusto Cury, "A sabedoria de um homem não está em não errar, chorar, se angustiar e se fragilizar, mas em usar seu sofrimento como alicerce de sua maturidade."

A impaciência é um vício que muitos têm, vivemos atualmente em um mundo que a velocidade é primordial, e acabamos esquecendo da qualidade. Temos de aceitar as consequências de nossos atos e estarmos sempre prontos para refazer tudo. Recomeçar do zero, com força de vontade e determinação, pois só assim seremos grandes vencedores!

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Felicidade?

A finalidade de todos nossos atos é a felicidade, todavia, nem sempre a obtemos, e muitas vezes podemos achar que nunca seremos felizes. Para isso não ocorrer, não podemos impor limites para encontrar o que nos faz feliz. Obstáculos existirão na caminhada da vida, esquivar-se deles é tolice. Em meio a eles, pessoas tentaram nos persuadir, nos influenciar e desviar-nos do caminho ideal. Podemos estar inseguros, incertos, mas não somos tolos. Temos que aprender a lidar com as pessoas e aceitar quando erramos, aliás esses são nossos maiores instrutores. Não podemos desperdiçar nosso precioso tempo caminhando em uma trilha para o penhasco. Nem sempre o que achamos ser bom, verdadeiramente é.  

Escolher o caminho certo, nem sempre é fácil, mas bem lá fundo, nós sabemos qual é. A célebre frase de Paulo Coelho, "quando você quer alguma coisa todo o universo conspira para que você realize o seu desejo", pode ser muito bem aproveitada nesse contexto. Ela nos diz que temos o livre arbítrio para escolhermos ser ou ter o que quisermos, mas tudo nessa vida tem um risco, uma consequência e uma jornada até atingir a meta.

A vida é incerta e curta, acredite, arrisque, como Rui Barbosa dizia: "Maior que a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado". O pretérito é imutável, o futuro é incerto, só resta-nos o temível presente, que apesar de temível, é chave para tornar o futuro certo.


A felicidade se esconde nos momentos mais simples da vida, ela não é conquistada por intermédio de  dinheiro e bens, aliás esses só aumentam o nosso ego e tê-lo elevado pode até nos dar uma sensação de poder, de êxtase, entretanto, ele é como a dependência química, cada vez necessitamos de mais e mais, e se não conseguirmos aumentá-lo, o inferno será pouco para o que passaremos. Parafraseando Viktor D. Salis, "a inflação do ego é o grande mal do século XXI". Temos de desfrutar mais da simplicidade da vida, ao menos, enquanto há tempo.


terça-feira, 15 de janeiro de 2013

O novo mundo

Hoje, em meu primeiro texto de 2013, gostaria de compartilhar com vocês minha sincera opinião sobre a tecnologia.
Não acredito que ela seja um mal, entretanto acredito que seja necessária, já que nossa vida seria muito mais complicada se não utilizássemos dos inúmeros recursos das gerigonças eletrônicas. 
Mas existem outros meios de encontrar informações. Confesso que desde que descobri o poder do livro, há mais de dez anos, achei-o uma ferramenta impressionante. Tudo o que eu queria saber era só perguntar qual era o livro correto para a bibliotecária de minha cidade, ou vasculhar na imensa estante de minha avó. 
Naquela época, meus pais mal utilizavam o computador. Eu só o usava para jogar Paciência. Caso eu precisasse fazer algum trabalho escolar, o mesmo era realizado na biblioteca municipal e com auxílio das revistas que tínhamos em casa. 
Diante disso comecei a pensar o quão somos dependentes da tecnologia hoje, não só pelo entretenimento  que ela dispõe, mas também é essencial na vida profissional, não consigo imaginar, nos dias atuais, meus pais trabalhando sem utilizar o computador. Não creio que seja um mal poder receber sua renda no final do mês. O que me preocupa é o exagero. 
Certo dia, vi uma reportagem cuja manchete era a a seguinte: "É necessário desligar o computador?". Fiquei tão abismado, pois achei que a resposta era óbvia, visto que não ficamos 24 horas por dia e sete dias por semana no computador. Mas, surpreendi-me ao ver que realmente muitos indivíduos deixam o computador sempre ligado. As alegações eram variadas: "Não tenho paciência para esperar a inicialização do sistema" ou "Sempre estou baixando arquivos pesados". 
Acredito que o computador seja uma exímia ferramenta de trabalho e estudo, mas que assim como nós, tem um limite, deixar o computador sempre em funcionamento pode o sobrecarregar, esquentá-lo demais e o que eu considero pior: a conta de luz virá mais elevada que o normal!
"Estamos viciado por tecnologia a ponto de torná-la um mal?" Checar o e-mail eventualmente, entrar nas redes sociais, ver alguns vídeos online, ler blogs, acho que são ações normais e muitos fazem hoje em dia, mas o que percebo é que muitos extrapolam e não conseguem se impor um limite.
Precisamos, nos desligar um pouco, esquecer a vida atribulada  da atualidade e relaxar, passar um tempo como nossos avós viveram a vida inteira. Apesar de a internet ser magnífica, ela pode ser viciante e nos causar mal. Às vezes, precisamos parar e ler um livro de papel, aproveitar a vida real e procurar a verdadeira felicidade, antes que todo nosso dinheiro vá para o analista.

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Não sou mais um!



As maiores personalidades, são quem são hoje, pois no passado, sacrificaram várias curtições e azarações, somente para conseguir se aprimorar no que eram bons. Silvo Santos, ao descobrir que era exímio comunicador, sofreu e ralou o suficiente a ponto de ser um dos maiores brasileiros de todos os tempos. Steve Jobs ralou tanto quanto e, enquanto vivo, foi CEO de uma das maiores empresas do mundo atual.
Eles tinham objetivos na vida e todos nós temos um também, seja profissional ou pessoal, sempre há alguma meta que nos deixaria mais contente se fosse realizada. Às vezes, há momentos em que se algo que queremos é desistir de tudo, nunca mais tentar nada na vida, ou até mesmo morrer. Existem muitos empecilhos que em certos momentos nos causem essa divergência psicológica. Mas quando tudo parece estar perdido, quando não verdes mais luz alguma no fim do túnel, não podes desistir. É quando se destacas, pois a maioria abandonaria o sonho e se conformaria. 
Quando encontrar aquilo que te faz feliz isso, que o faz acordar com mais disposição, podes até fracassar no começo, podes haver muitos melhores que ti, mas tu ainda serás o primeiro. E essa vontade interior de conseguir ser o primeiro te fará superar todas as derrotas e vencer todos seus "adversários". 
Só  existe um responsável por todas nossas vitórias e derrotas e ele se chama livre-arbítrio. Ele tem apenas dois caminhos: O caminho mais sofrido, que ralaremos excessivamente, tão desgastante a ponto de queremos "jogar tudo para cima", mas esse é aquele que trará o futuro almejado. 
Em contrapartida também há o caminho mais fácil, em que tudo é perfeito, em que nada é complicado, em que a única meta é usufruir sem limites de tudo que a vida tem para oferecer, mas que o futuro dos sonhos sempre estará mais distante. E infelizmente, principalmente na juventude, as pessoas optam caminhar pelo segundo caminho e acabam sendo mais um na sociedade. E o que é pior, mais um fracassado. 
Uma coisa do livre-arbítrio é que ele não escolhe nem raça nem classe social para se manifestar.
Podes ser o mais miserável de todos a sua volta, o que todos julgam incapaz, o pior dos piores. Mas há algo em que tu és distinto, ímpar, incomparável, egrégio, etc. Só tens de encontrar esse "algo" e seguir o caminho correto do livre-arbítrio para ser o melhor.
Entretanto, caso opte pelo caminho mais sofrido, o mundo não precisará saber dos vossos problemas, não precisa saber das vossas dificuldades, enfrente o que estiver a sua frente, contato que não interfira na vida de ninguém, e atinja seu objetivo. Mas, infelizmente o ser humano tem prazer em se sentir inferior. Pois assim ninguém o invejará e sempre estarão "mimando" o pobre ser... Mas isso é atitude de inúteis, de quem é mais um na sociedade.  E tu não és somente mais um. Tu és exímio em algo, e tens de mostrar essa excelência ao povo. Mostre que és capaz de superar tudo em favor do seu objetivo. Não tem nada de que não sejas capaz. Acredite!

sábado, 30 de junho de 2012

O Erro

De maneira geral, errar é fazer algo inapropriado. Saber distinguir o apropriado do inapropriado, além de ser questão de opinião, só é possível quando vivemos os dois lados da moeda.
Em nossas vidas existiram e existirão muitas dificuldades, nas piores das hipóteses, não teremos mais ninguém ao nosso lado, estaremos desmotivados e frágeis.  São nesses momentos em que a fraqueza é tão grande que teremos vontade de desistir de tudo. O medo, a aflição atingirão nosso interior de tal forma em que não conseguiremos ver saída nenhuma, se não, desistir. Muitas pessoas passam por essa situação, mas poucas encontram a saída. Muitas acham que não há motivo para ter esperança, acham que tudo está perdido.
Mas é exatamente aí em que se enganam. A esperança não acaba assim facilmente. Temos que provar para todos que somos fortes o suficiente para continuar em frente, de cabeça erguida, mesmo que todos estejam contra. Determinação tem que ser um ponto forte de todos, se eventualmente houver erros na jornada, encare-os de frente sem se abalar, caso você chegue a cair, levante!
Aliás, o erro é uma forma de fazer você evoluir na vida. E quando "isso" ocorrer novamente, você já terá aprendido e agirá corretamente. Não escolha não errar, escolha ter um futuro feliz, afinal a vida é feita de escolhas, e escolher ser feliz é a melhor delas. Mas como encontrar a felicidade? Teoricamente é simples: Viva do seu jeito, errando, acertando, consolidando! 
Lembre-se: a vida é sua, mas com ela vem às bagagens junto, como responsabilidades, maturidade e discernimento. Não pense que viver a viva é sair agindo impensadamente. Antes de agir precipitadamente e errar, reflita nas possíveis consequências dos seus atos, ou seja, seja deliberado. Aprenda tudo que a vida lhe ensinou, pois assim, no futuro (seja ele qual for) poderá utilizar todo o conhecimento que foi adquirido, principalmente nas relações pessoais e profissionais.
Talvez o maior causador de erros e incertezas seja o amor. Ele que nos causa dependência, inclusive ele é um dos poucos sentimentos que pode mudar até mesmo nossa personalidade. O amor platônico é pior ainda, pois nos torna submissos. 
Amar é maravilhoso, mas o melhor é cultivar e conquistar o amor alheio. Sabe como? Aprendendo com erros do passado, não os repetindo. Os erros mais uma vez servem como porta de entrada a um futuro brilhante. Não se esqueça: "Para errar é necessário arriscar, para arriscar é necessário coragem, e para ter coragem é necessário ser você mesmo."(M.Meirelles) Só quando não é submisso das vontades de ninguém, quando segue seus anseios, é que você consegue ter coragem para arriscar e até mesmo estar preparado para errar. Não tenha medo de errar. Arrisque, mas não abuse.

"Você pode nunca errar, como também pode nunca viver." M.Meirelles

sábado, 23 de junho de 2012

Um novo começo

Muitos de meus leitores procuram encontrar no Virtudes, uma certa forma de autoestima, geralmente para se revitalizarem de algo ruim que ocorreu em suas vidas. E nesse texto eu tentarei mostrar como fazer esse "algo ruim" não acontecer. Assim a autoestima não precisará ser procurada, ela já estará conosco. Talvez você esteja se sentindo em ser somente mais um subordinado do mundo, ou talvez se sentindo dependente de tudo e de todos, ou até mesmo se sentindo somente mais um.
Se você se identificou com as afirmações feitas na introdução, dedico essa postagem exclusivamente a você. Primeiramente,quero que entendas, que você é quem manda, na sua vida, na sua saúde, em tudo! O poder está em suas mãos. Entretanto tanto poder assim pode prejudicar se não for manipulado cuidadosamente. 
Desde que nascemos há um ardo e longo processo de adaptação ao meio para que possamos sabermos tomar as decisões corretas nas horas certas. Em algum momento de nossas vidas teremos que caminhar com os próprios passos, adiar esse processo é terrível, pois causa dependência. Adiantá-lo é pior ainda, pois assim colocaremos seres imaturos para tomar decisões sozinhos na própria vida. Tudo nesse vida tem o seu tempo. E a causa haver muitas pessoas inseguras hoje em dia é que alguma etapa da vida foi adiantada ou atrasada.
Mas, como Chico Xavier diria: "Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo,
qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.". Ao interpretar essa frase e aplicá-la na vida, tem que haver previamente um discernimento, já que se insistirmos no erro, não quer dizer que ele se consertará. Esse começar agora significa esquecer tudo que já fizemos de errado e a partir de hoje fazer corretamente. De nada adianta se você disser que vai fazer um novo começo na sua vida e persistir nos mesmos erros do passado.
Assim que você se sentir preparado, faça uma mudança radical na sua vida. Primeiramente, não haja por impulso, por mais que no momento aquela seja a melhor decisão, ela poderá trazer drásticas consequências.  Resumindo é a famosa frase: "Pense antes de agir". Depois de conseguir agir com plena consciência de todas consequências que seus atos poderão trazer, saiba escolher a melhor forma de se sair bem de qualquer situação. Aprenda com os erros que já teve, e também com os dos outros. 
E por fim, procure ser feliz, depois que conseguir ver a vida como ela é. Conseguir enxergar como são as pessoas, você entenderá muito melhor os outros e encontrará seus melhores amigos, seus melhores romances e quem sabe até mesmo sua alma gêmea, mas aquela alma gêmea com amor recíproco, basta confiar em você!  Se algo deu errado e continua dando errado é porque não é para ser. Mas nunca desista dos seus sonhos! 

"Poucos aceitam o fardo da própria vitória; a maioria desiste dos sonhos quando eles se tornam possíveis." Paulo Coelho

segunda-feira, 11 de junho de 2012

O ontem, o hoje e o amanhã

Não há como afirmar com certeza o que ocorrerá no futuro. Nunca estaremos certos do caminho de nossas ações. A única certeza que temos é que nossas ações são incertas. Existem especulações, mas nunca certezas. Aliás como diria J. Joyce: "Tudo é incerto neste mundo hediondomas não o amor de uma mãe".

Apesar de haver muitas controvérsias sobre o "futuro", devemos ter como base que o futuro é a consequência do que nós fazemos no presente, talvez a maior das incertezas seja sobre o amor. Por mais sólida e estável que uma relação seja, há sempre uma gota d'água que pode abalar toda sua estrutura. A fragilidade acompanha toda e qualquer relação afetiva. O medo da incerteza do amor pode ser abalador. 
E o que é pior: A incerteza de uma relação pode ser tão alta que pode ocorrer de termos medo de até mesmo se arriscar em um novo romance. 
Algo que pode ser destruidor em qualquer relação seja ela qual for, é a perda da confiança, como diria Nietzsche: "Fiquei magoado, não por me teres mentido, mas por não poder voltar a acreditar-te.A questão é: Seremos vencidos por uma mera incerteza, ou aprenderemos com nossos erros?... Sinceramente, essa questão não é tão simples, primeiramente porque não existe uma mera incerteza e também porque errar, dói. O coração sai machucado, nos sentimos incapazes, fracos. Enfim... Um erro só se torna de fato um erro quando há a tentativa. Tentar e errar não é só humano como também necessário. Há muita coisa que podemos aprender com os outros, com os meios de comunicação, mas há também aquelas que só se aprendem por si mesmo. O hoje é o intermediário entre o ontem e o amanhã, ele é o dia mais importante da vida, pois é o único que podemos mudar. O ontem nunca mudará, o amanhã é duvidoso, mas o hoje é certo! "Na incerteza do amanhã, aproveite o hoje para ser feliz" Autor Desconhecido
Temos o poder de tentar converter o obscuro passado em um amanhã límpido. E para nos ajudar a vencer na incerteza do futuro devemos encontrar quem Pablo Neruda propõe como o ser ideal: "A pessoa certa é aquela que está ao seu lado nos momentos incertos". Muitas vezes estamos juntos com quem não amamos de verdade, mas como Drummond diria: "Fácil é abraçar, apertar as mãos, beijar de olhos fechados. Difícil é sentir a energia que é transmitida. Aquela que toma conta do corpo como uma corrente elétrica quando tocamos a pessoa certa." A incerteza não pode ser a culpada de suas falhas, quem não tenta, não erra. E não basta não errar, é preciso acertar! O passado tenebroso não foi feito para ser remoído e arrependido. Mas sim para servir de como lição de vida. 
O futuro nada mais é que semear sementes distintas das do mórbido passado. Como um próprio provérbio chinês diz: "Podemos escolher o que semear, mas somos obrigados a colher aquilo que plantamos."

sexta-feira, 1 de junho de 2012

O que vale mais?

Considere-se um trabalhador, com opção de escolha de trabalho, o que preferiria: exercer uma função que gosta e receber um salário baixo, ou trabalhar em algo que não gosta e receber um salário elevado?
Agora considere-se um estudante interiorano, apreciador de artes, que passou em dois cursos na mesma universidade, um fora Artes e o outro Medicina. Você preferiria fazer o que gosta e possivelmente não ganhar muito dinheiro, ou preferiria ser um médico?
As questões acima, analisadas friamente são muito simples de resolver. Basta classificar as respostas em: Ideais e Reais. Pode parecer confuso, mas explicarei. O ideal em ambas suposições é escolher fazer o que gosta em troca teria um pseudo bem-estar, já o real é escolher o que não gosta, nos casos em prol de um bom salário. 
Os cidadãos politicamente corretos podem ir contra a realidade, mas imagine só: Um rapaz com pouco mais de 30 anos, casado, pai de 2 filhos, residindo em uma casa alugada e cheio de dívidas. Acreditas mesmo que ele optará em trabalhar no que gosta só por "bem-estar"? Evidente que não. Esse pseudo bem-estar pode ser agradável no emprego, mas em casa, provavelmente, terá mulher e família subalimentadas. Trocando em miúdos, se ele trabalhar infeliz, trará felicidade para toda a família, inclusive para ele, quando  estiver fora do trabalho.
Ao longo da nossa vida, nos são passados os ideais, sobre o que é adequado em cada ocasião, como agir, como se portar, etc. Entretanto chega um momento em que temos que caminhar com os nossos passos. Aí nos deparamos com a realidade nua e crua, e cabe a nós mesmos moldá-la.

Muitos dizem que os bonzinhos e honestos  não se dão bem na vida. E isso é um erro terrível, pois
quem considera honestidade como tolice, julga que só progrediu na vida quem enganou o próximo. Enfim, a escolha é sua, se acha que ser esperto é ser desonesto, a opinião é sua, exclusivamente sua. Entretanto para ter uma vida estável, o ideal é "andar na linha". Transgredir é necessário, desde que não prejudique outros indivíduos. Mas voltando ao foco muitos exercem funções que consideram depreciáveis em prol de algo que no futuro virá a calhar. Para o trabalhador, o salário. Para o estudante, a universidade. Para a criança, talvez um entretenimento.

Dizer que a finalidade última de todos os atos é a felicidade, não é dizer que seu caminho até encontrá-la será feliz também. Há muitas dúvidas, principalmente dos jovens, com relação entre a escolha entre dinheiro e bem-estar. Tudo depende da "hora" e da ocasião. Prever as consequências dos atos é essencial e no momento da decisão é necessário ter sangue frio e analisar o que vale mais.

terça-feira, 22 de maio de 2012

Amigos pelos olhos

Saber quando e como agir são qualidades dos fortes, não fisicamente, mas sim aqueles que no fundo têm um bom coração.   Quando você acha que não há como seguir em frente, que tudo acabou, vêm alguém inesperadamente e lhe consola. Provavelmente um longo discurso te amenizará, mas milhões de palavras não são garantias para você se sentir melhor, entretanto um abraço sincero e verdadeiro faz você repensar tudo o que fez e com toda certeza fará você se sentir melhor. A música Sutilmente do grupo Skank se aplica perfeitamente nesse texto (para ouvi-la clique aqui).
A ingenuidade pode te deixar vulnerável a falsas amizades nesses momentos de fraqueza, mas sua intuição dirá quem quer só o seu bem e nada mais.
Na vida há muitos lobos em peles de cordeiros. Mas o tempo nos mostra em quem vale a pena ter amizades.
A verdadeira amizade se mostra pelo olhar. Logo após o olhar sincero, o carinho do abraço vira apenas um complemento. O olhar do verdadeiro amigo é como o de um bebê, sempre sincero. É um olhar ingênuo, doce, algo que posso tentar explicar por diversos adjetivos, mas na realidade é inexplicável. Aqueles que realmente te conhecem, mesmo que esteja sorrindo, sabem se por dentro está está chorando. 
O importante é semear boas amizades, para poder colher o fruto quando estiver mal... Seus amigos sabem quando devem intervir, quando devem deixar você quebrar a cara, e sabem quando você precisa deles.
Bons amigos são raros. Não são aqueles que sempre te defendem, mas aqueles que sempre te divertem e sempre te defendem quando necessário. São aqueles que te enchem o saco demais, mas quando você está triste, ele deixa a criancice e te abraça! Seus amigos sempre estarão do seu lado! Sempre!
Nunca desista de uma amizade, se você pisar na bola e se arrepender, somente seu verdadeiro amigo entenderá, e somente ele saberá quando você merece apoio e quando merece uma bronca. Amigo não é aquele que sempre está do seu lado.
É aquele que está do seu lado, quando seu lado é o certo. Não é aquele que somente julga por você estar errado, mas ele te mostra o caminho certo. Nunca despreze a raridade de verdadeiros amigos. E se desprezou, arrependa-se! 
Valorize seus amigos, somente o sorriso deles fará seus mundo ter cores novamente.
"Na verdade, não é um sorriso que muda seu dia, e sim, quem está sorrindo."  Eduardo Costa

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Atitudes dependem de coragem

A princípio, é muito fácil dizer que temos que ter virtudes e atitudes. Mas o que geralmente complica é  conseguir conciliar as virtudes com as atitudes. Muitas vezes sabemos muito bem a teoria, mas quando temos que usar a prática, nos deparamos com uma realidade totalmente distinta.
A covardia ocasionalmente pode aflorar em nossa raízes, não porque sejamos fracos, mas porque o medo, às vezes nos deixa apreensivos. É normal ter medo de arriscar, já que a insegurança provém daquilo que nunca fora explorado pelo nosso ser. Em outras palavras, o que nos assusta é o novo, é aquilo que nunca tentamos fazer antes.
Nesse caso o velho ditado "É errando que se aprende" se aplica catedraticamente. Pois se não errarmos  de todas as formas possíveis, nunca aprenderemos qual é a maneira correta de agir. Verdade seja dita, errar não é bom, mas é necessário.

A coragem é uma virtude de suma importância, pois ela fica intermediada entre as virtudes e as atitudes, é como se ela fosse a energia de ativação de qualquer reação. Mas para que essa coragem seja facilmente adquirida, é necessário termos autoconfiança, e muitos erros. Parece ilógico, mas errar é o meio mais rápido e seguro para podermos superar  nosso receios diante das diversas situações que passamos dia a dia. Os erros atuam como um catalisador que diminuem a energia de ativação para que a reação ocorra com mais facilidade. Mas muitas vezes os erros diminuem a coragem, pois, mais uma vez, o medo aparece e devasta a audácia que deveríamos ter.
A falta de ânimo infelizmente é comum, já que a intrepidez habitualmente aparece somente em momentos que não agimos com a razão. Ou seja, somos corajosos quando estamos bêbados ou apaixonados. Essa afoiteza não é válida, pois ela somente nos deixa mais vulneráveis. Não devemos ter medo de arriscar, pois só os corajosos conquistaram o que quiseram. Como diria George Bernard Shaw "Uma vida cometendo erros não é honrada, mas é mais útil do que uma vida fazendo nada". 
Não deixe sua vida em movimento uniforme, onde as mesmas coisas sempre são iguais. Mude, inove, arrisque-se transforme suas realizações em uma progressão geométrica para que elas se multipliquem. Que sua coragem aumente mais que centenas de mitoses que podem ocorrer nas células. Nunca desanime, não há empecilhos que sua vontade própria não possa ser maior. Minhas palavras podem não valer muito perto do grandioso empreendedor que fora o primeiro a montar uma linha de produção em série de automóveis, e o primeiro o produzi-los em menos tempo, Henry Ford, então, termino meu texto com uma citação desse esplêndido homem:
"Obstáculos são aqueles perigos que você vê quando tira os olhos de seu objetivo."

domingo, 29 de abril de 2012

Você quer? Você pode


Não há como saber se algo é melhor ou pior do qual vivenciamos sem se passar pelo mesmo. muitos indivíduos se julgam aptos a julgar situações, que nunca viveram, alegando serem melhores que as deles.
Discutirei uma velha questão hoje: "A grama do vizinho é sempre melhor?". Nem tudo que é bom para você é bom para outro. Cada ser almeja alcançar uma meta sempre, e é isso que move a vida humana. Se por um acaso ficássemos paralisados na vida, ou seja, sem procurar melhorar de classe social, melhorar o emprego, etc., nossa vida voltaria ao período monárquico, em que cada ser nasceria e morreria fazendo as mesmas coisas, na mesma classe, com os mesmos pensamentos. Não haveria transgressores no mundo. As pessoas não fariam protestos, não votariam em candidatos. Não haveria legitimidade de nenhuma instituição para ser exacerbada. A vida seria baseada na lei da selva, na lei do mais forte. O poder não viria da forma de filosofar e racionalizar, e sim da brutalidade.
E que é mais deplorável no mundo atual, é que há uma acomodação dos indivíduos em relação as injustiças para consigo mesmo. As pessoas estão aceitando serem manipuladas e usadas em troca de meras gratificações. É raro encontrar indivíduos que almejam serem exploradores e não explorados. Estamos preferindo a comodidade. Estamos esquecendo as virtudes e sendo adeptos dos pecados capitais, principalmente a preguiça. 
Não há como vencermos na vida, sem lutar. Milagres só acontecem com quem trabalha duro. A justiça vêm para os fortes, aqueles que enfrentaram seus medos, arriscaram, caíram e levantaram. A justiça só é plena para os trabalhadores. 
Para encerrar esse pequeno texto, quero dizer à vocês, meus caros leitores, que vocês têm potencial para se tornarem o que quiserem na vida. É errando que se aprende, a frase é clichê, mas é real. Nunca desista de sonhar, se acha que há como "subir" na vida, procure o caminho para isso. O primeiro passo, e talvez o mais difícil para melhorar na vida, tem que vir de você mesmo!

sábado, 7 de abril de 2012

Mais que amigos, irmãos!


A família é composta por pessoas que sempre te auxiliam nos bons e maus momentos, aqueles que sempre tiveram um lado guardado dentro de seu coração. Mas o que verdadeiramente é família? Um exemplo claro de família mal edificada pode ser dado pelas atitudes de certos pais que renegam ou são indiferentes com os filhos. Mas família não é somente pais e filhos como exemplifiquei. Irmão, não é necessariamente aquele que tem o mesmo DNA, nem o que reside na mesma casa, para ser irmão basta compartilhar das mesmas formas de pensar. Se a finalidade última de todos os nossos atos é encontrar a felicidade, nada mais justo que considerar um amigo como um irmão, aliás a missão de um membro de sua família, seja ele qual for, é mostrar-te o caminho para felicidade. Além disso devemos ter como base de todo relacionamento familiar o respeito e a confiança, por isso são poucos que podemos denominar de amigos do peito
Em tese família é só alegria, e na prática também, se você está infeliz com sua família, lembre-se que  a vida não é feita só de flores, e que toda relação tem seus altos e baixos. Não se reprima por que sua família é conservadora. Nunca julgue seus pais, pois eles já tiveram sua idade e sabem o que seus atos podem trazer de consequências (e isso serve para todas as idades). Mostre seu lado aprazível a sua família e eles agirão reciprocamente. Se por acaso sua família for contra você em alguma questão, não quer dizer que eles te odeiem, só quer dizer que talvez o que você pense ser bom, possa ser um pouco desagradável.
A família nunca quer o pior para seus membros. Um irmão que preza pela integridade do outro sempre quer mostrar os lados perversos que certas atitudes podem trazer a ele mesmo, por isso não confunda orientação com proibição. Alguns confundem irmãos com megeras e efêmeras amizades, ou seja confundem com aquelas amizades que aparecem geralmente em nossos momentos de fraqueza, quando estamos vulneráveis. Em um curto período de tempo depositamos muita confiança nesses indivíduos, que nos deixa nas palmas das vossas mãos. Por isso tome cuidado com as pessoas, pois muitas aproximarão de ti com segundas intenções, e acabarão difamando-te. A fórmula para ter somente verdadeiros amigos é simples: Nunca seja esnobe, e mostre suas qualidades. Aos poucos quem realmente quiser sua amizade verdadeira irão te conhecer mais a fundo. Mostre quem você é por dentro e assim gostarão de você pelo que você é. E lembre-se: ninguém é seu amigo sem te conhecer.
Você pode ter duas ou até mais famílias, uma em casa e outras na rua. Aliás há uma paródia (digo assim pois a letra fora escrita sobre um ritmo pré-existente), de uma dupla brasileira, cujo nome da canção é valeu amigo, que exemplifica o caso de amizades tão fortes que o amigo chega a se tornar irmão (caso queira ouvir a música clique aqui). Ter mais de uma família, mostra que você segue boas ideologias que são aceitas em diversos campos sociais. Você não deve mudar sua forma de ver a vida por ninguém. Não seja adaptável. Encontre o meio que mais te apetece e o desfrute!

Família não é aquela que repudia seus piores atos, mas aquela que te instrui a fazer os melhores.



terça-feira, 3 de abril de 2012

Toda estrela tem seu brilho



A vida passa, o tempo também. A pressa do mundo atual acabou sendo o fator responsável pela infelicidade. Para sermos felizes, devemos saber quando é necessário se acalmar e respirar, e quando é necessário se rebelar. Devemos nos basear nos Anos dourados e nos Anos rebeldes.
Nos anos 50 iniciou-se a magia do cinema com os clássicos marcando o início dos anos dourados: Alice no país das maravilhas, Peter Pan, Cinderela, entre outros sucessos da Disney, já nas décadas seguintes foi a vez das músicas tornarem-se marcas registradas de nossas vidas. As belas melodias, foram pauta de aniversários, baile de debutantes,  bodas de casamento, entre outras festividades.
A partir da década de 80 o mundo se modificou. Com o surgimento de novas ideologias, muitos abandonaram a pacificidade e tornaram-se agressivos, talvez a repressão também tenha modificado o modo dos indivíduos verem a vida, mas mesmo assim muitos consideraram os anos 80 como a década perdida. Devemos sempre respeitar o estilo do próximo, entretanto não há como não afirmar que a magia e genialidade dos anos dourados se perdeu partir desses anos rebeldes. 
Não podemos classificar esses fases (em boa ou ruim), mas podemos usá-las de diferentes formas em nossas vidas. Como de certa forma os valores no mundo atual estão deturpados, devemos desenvolver um senso crítico sobre tudo que nos rodeia, pois assim estaremos criando uma opinião totalmente pessoal e sem inferência externa. Mas claro que não podemos fechar nossa mente, afinal o ideal é sermos sempre inovadores, com mente aberta e dispostos a receber novas ideias.
Existem momentos em que devemos agir como nos anos dourados, ou seja, levar a vida com serenidade, seguindo ideais que nos identificamos. Mas em outros, o legal é não seguir o meio e revolucionar, pois assim conhecemos novas formas de desfrutar a vida. Ser rebelde é ser diferente. A sociedade muitas vezes reprime o diferente, mas viva para mostrar que mesmo sendo diferente, você é normal, e que tem uma ideologia e analogia sobre a vida distinta, afinal gosto não se discute.
Viva para ser feliz e atingir seus objetivos, sempre crie metas para sua vida, acredite no que quiser, você deve descobrir quais são seus gostos, quais são suas perspectivas, tanto na vida pessoal como na vida profissional, aos poucos conheça a sua personalidade. Não viva para ser escravo dos outros. Só é bonito agir como seres pacíficos e generosos quando estes são feitos de coração, nunca force uma situação. Mostre ao mundo que você é uma estrela e que também tem seu brilho.

sexta-feira, 30 de março de 2012

O caminho para a felicidade



A vida não é feita só de flores. E saber disso é o primeiro passo para ter uma vida regada de felicidade e amor. Um de nossos erros é crer que tudo dará sempre certo. Somos preparados para o previsível, em contrapartida se algo der errado, perdemos a esperança e consequentemente desistimos. Devemos encontrar nossa própria felicidade. De nada adianta lamentarmos sobre a vida, sem tentar mudá-la, afinal quem só espera, nada alcança. Nossas atitudes determinarão o grau de satisfação pessoal que teremos. Ficar vagando no mundo sem perspectivas e sem objetivos é o mesmo que estar morto. Se não vivermos a vida, seremos apenas pontos materiais, desprezíveis. A vida é algo muito mais preciosa do que todas as joias existentes. Entretanto essa preciosidade está em vossas mãos. Tu quem decidirás o caminho a dar a sua existência. 
Aprender com a vida é algo demorado e deprimente. Muitos indivíduos falam a frase: "A vida me ensinou muita coisa". Geralmente as pessoas aprendem com seus erros, e isso não é agradável, pois se o nosso objetivo é ser feliz, errar nos deixa triste. 
Então o correto seria aprender com o erro do próximo! Se assim fizermos, nossas vidas serão muito mais aprazíveis, pois terão mais congratulações do que abatimentos. Até aí, tudo parece fácil e descomplicado, mas as pessoas que seguem essa filosofia, na maioria das vezes caem no mesmo erro: tornam-se frágeis. Elas aprendem a seguir um caminho de sucesso, mas não conseguem superar uma derrota. Por mais disciplina que se tenha, por mais correto que se seja, os erros são inevitáveis. Estar preparado para errar é uma virtude dos fortes. 
Qualquer iniciativa que fores tomar em sua vida, seja profissional ou pessoal, identifique as possíveis consequências boas e ruins. Não basta identificar os possíveis erros, mas também procurar soluções para o mesmo antes que ocorra, ou seja, devemos sempre planejar nossos atos.
A vida fora criada para ser vivida, pode até ser curta, mas para quem sabe desfrutá-la com disciplina e diversão ela é suficiente. Nunca é tarde para mudar, quanto mais cedo perceberes que podes aproveitar a vida melhor!
Se dê férias, relaxe, que seja por apenas alguns minutos, dedique um tempo diário somente a você, brinque, divirta-se, volte a ser criança, esqueça o mundo, porém tenhas disciplina e saibas conciliar com responsabilidade, o lazer e o dever.

domingo, 29 de janeiro de 2012

A mentira

Esta é uma pequena postagem para mostrar o lado maléfico da vida, ou seja, a mentira. Ela não seria necessária se vivêssemos em um mundo mais justo. Não teríamos medo de contar nada para ninguém, pois saberíamos que as pessoas não julgariam e sim entenderiam e auxiliariam-nos. A hipocrisia de certas pessoas deixa o planeta triste e não é esse o futuro que desejamos para nosso filhos. Devemos deixar um mundo bonito à eles, e não este deplorável que existe atualmente. As pessoas podem mentir por medo ou até mesmo por vingança. Eu, quando criança, assisti um seriado mundo famoso na época, era de origem mexicana chamado "El Chavo del Ocho" e no Brasil foi intitulado como "Chaves". Nele, havia um querido personagem aqui chamado de "Seu Madruga". Infelizmente, o exímio ator que o interpratara já morrera, seu nome é Ramón Valdez e ele nos deixou uma íncrivel lição, que somente depois de crescer que fui realmente ver o quão importante era, ele dizia: "A vingança nunca é plena, mata a alma e a e envenena"
A verdade sempre será mais valiosa, mas também pode trazer consequências, como: perda de amizades, desgosto por parte de certas pessoas. Mas você tem que seguir em frente e de cabeça erguida. É muiot melhor viver num mundo sem ter que esconder quem realmente você é e como você se sente. Eventualmente essas perdas que você teve, você as terá de volta. E se não tiver, é porque não merecem você. Mas se mentires, quando for descoberto terá as mesmas perdas só que também terás arrependimento, tristeza, amargura e muito provavelmente essas perdas serão reais. A verdade poder doer, mas não tem preço, lembre-se sempre disso!

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Amistad



"Amistad" é uma palavra espanhola cujo significado é "Amizade", baseei meu texto não só na amizade, mas em navio negreiro cujo nome era Amistad. Há um certo sarcasmo nesse navio, pois um navio recoberto de escravos sendo obrigados a trabalhar não tem relação alguma com amizade. Quero mostrar-lhes que deves saber em quem deves e quem não deves confiar. A amizade é um dos bens mais preciosos do ser humano e não pode ser ignorado. A amizade não pode ser menosprezada como foi neste navio. Os amigos são aqueles que estão em suas festas, brincam com vocês, aconselham... São aqueles que estão sempre ao seu lado, não só nesses momentos, mas também nos momentos de fraqueza. Temos de aprender a cultivar amizades puras e sinceras. E isto não é nada fácil, pois gentileza gera gentileza, e não somos gentis com todos, pois nem todos merecem. Aprender a amar os inimigos é uma VirtudeQuando conseguimos tratar todos como gostaríamos de ser tratados, a vida fica bem mais agradável. A luta de compreender o outro, e entender sua posição, pode ser complicada, mas recompensa de ter uma vida feliz é muito melhor e duradoura. 

O essencial é sempre estar disposto a ajudar, compreender os outros. Devemos ter uma força sobre-humana para não reagir de modo negativo em algumas situações. Mas é para isso que vivemos, para aprender a controlar nossos sentimentos, principalmente os maléficos.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Virtudes e Atitudes


Quem espera sempre alcança? É provável que não. Um exemplo claro disso são as milhões de pessoas que esperam um dia vencer nas "Loterias Caixa". Certa vez vi esse dito popular modificado e gostei de seu novo significado: "Quem só espera nada alcança!" Creio que isso sim seja verdade, devemos sempre ter calma e esperar pelas coisas, afinal isso é uma virtude! Mas tem determinadas coisas que ficar sentado no sofá sem fazer nada, não o ajudará, além da virtude precisamos de atitude! Por exemplo, um rapaz sonha em vencer na loteria, mas enquanto sonha, está trabalhando, pesquisando empregos melhores, procurando ter uma melhor condição de vida.

As virtudes são necessárias pois são elas que dão o equilíbrio a vida e consequentemente você terá uma sensação de bem-estar. Para que nossa vida  seja esplêndida devemos ser adeptos das sete virtudes capitais: Humildade, Caridade, Generosidade, Temperança, Diligência, Paciência e Castidade. Talvez poucos já ouviram falar sobre as sete virtudes, pois o ser humano enfatiza o ruim, então é mais possível que conheça os sete pecados capitais, do que as virtudes. Abaixo seguem as sete virtudes.

Humildade: Podemos ser ricos, pobres, bonitos, feios, mas devemos ser humildes, para que exaltar o que temos? Infelizmente o mundo é majoritariamente capitalista e não é fácil haver pessoas que preocupam conosco, mas é fácil haver pessoas que preocupam com que nós temos. Então mostre seu interior, seu "verdadeiro eu", mostre a todos seus verdadeiros sentimentos.

Caridade: Com toda certeza você pode auxiliar alguém que está em piores condições. Que seja um abraço, um afeto, se é de coração é caridoso.

Generosidade: É saber ajudar sem esperar que isso aconteça com você, é ter compaixão pelo próximo que está em um momento mais complicado na vida que o seu.

Temperança: Talvez possa ser substituída por moderação, enfim ser temperante é saber discernir quando, onde e como devo agir. É saber medir as consequências.

Diligência: Tenha ética e moral! Saiba como se portar, mas não seja escravo de ninguém, seja feliz, mas sabendo respeitar.

Paciência: Ser paciente é fazer as coisas ao seu tempo, sem querer pular etapas. Seu momento de plenitude física e espiritual ainda chegará, espere com calma.

Castidade: Um exemplo claro de ser puro e casto é quando temos respeito pela pessoa que se ama, sabendo a hora certa para avançar na relação.

A questão é a seguinte: Ninguém consegue sempre seguir as sete virtudes, e nem consegue viver sem alguma vez realizar um pecado capital, mas você pode e deve moderar o bem e mal com suas atitudes, pois são elas quem o definem. É que você faz, que te condena. Seja isso positivo ou negativo. As virtudes são como a teoria e as atitudes como a prática. Mostre que você tem domínio sobre si mesmo.

Enfim... "As virtudes são essenciais, mas as atitudes são fundamentais" Mateus Meirelles